Posts Tagged 'filmes'

Contagem Regressiva: 10, 9, 8… é a 33ª Mostra de Cinema SP!

Cinéfilos do mundo, uni-vos!

Começa amanhã a 33ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, o maior evento de cinema do Brasil e da América Latina. Este ano, cerca de 400 títulos foram selecionados entre mais de 700 inscritos e serão exibidos em 17 salas de cinema espalhadas pela cidade, até o dia 5/11. E tem de tudo: dos indicados aos grandes festivais internacionais como Cannes, Veneza, Sundance, Berlim até avant-premièrs nacionais e internacionais. Longas,médias, curtas, animações, documentários, retrospectivas, homenagens, debates e encontros, enfim, a mostra paulistana é, sem dúvida alguma, o momento da cinefilia brasileira.

Cartaz_Mostra_SP

A largada da Mostra será dada hoje a noite no Auditório Ibirapuera, com a exibição de “À Procura de Eric”, de Ken Loach, aplaudido na última edição do Festival de Cannes. A sessão inaugural será exclusiva para convidados.

Looking_for_Eric

Além dos filmes, a Mostra receberá dezenas de convidados, alguns estrangeiros, como é o caso da atriz francesa Fanny Ardant, homenageada deste ano e que vem para divulgar o filme “Cinzas e Sangue”, sua estreia na direção. Quem também vem é o diretor israelense Amos Gitai, que nesta edição da mostra exibe os inéditos “Carmel” e “A Guerra dos Filhos da Luz Contra os Filhos das Trevas“. E para os profissionais e estudantes de cinema interessados em aprender técnicas de iluminação, o diretor de fotografia Christian Berger, de “A Fita Branca” (Palma de Ouro em Cannes) ministrará duas oficinas exclusivas para este público, uma no dia 2/11 (profissionais) e outra dia 4/11 (estudantes), às 10hs, na Cinemateca e na FAAP.

Carmel_Amos_GitaiCena de “Carmel”, Amos Gitai”…

cendres-et-sang… e cartaz de “Cinzas e Sangue”, de Fanny Ardant

Novidade é o Prêmio Itamaraty Cinema Brasileiro, concedido pela primeira vez na Mostra Internacional de Cinema e que oferecerá R$ 90 mil em prêmios, entre três categorias (longa de ficção, documentário e curta-metragem). Outra novidade, esta imperdível, é a exibição de 24 longas na internet, disponível aos primeiros 300 acessos logo após a exibição do mesmo título na sala de cinema. A boa nova é do Cineclick!

Se interessou pela Mostra?  Ainda há pacotes de ingressos e permanentes à venda (pacotes de 20 ingressos esgotaram!), de R$ 76,50 a R$ 390,00, na Central da Mostra, dentro do Conjunto Nacional (Av. Paulista, 2073), ou entradas individuais ao preço de R$14,00 (seg. a qui) e R$18,00 (sex., sáb. e dom.). Consulte a programação com data, local e horário das sessões no Site da Mostra.

Ah! E como já é tradicional, este Le Champo fará a cobertura do evento, trazendo resenhas, dicas, informações e tudo o que rolar no evento mais aguardado do calendário cinéfilo.

Nos vemos por aí!

Anúncios

Amos Gitaï receberá prêmio no Festival de Locarno

O diretor israelense Amos Gitaï, 57, será premiado com o Leopardo de Honra do 61º Festival de Cinema de Locarno, na Suiça. Durante o evento, que acontecerá entre 6 e 16 de agosto, serão exibidos os filmes de Gitaï.

Entre os cineastas que já receberam a mais alta honraria do Festival de Locarno – prêmio atribuído à carreira de um autor – estão Jean Luc Godard, Bernardo Bertolucci, Wim Wenders, Manoel de Oliveira, Alexander Sokurov,Hou Hsiao-Hsien (em 2007), entre outros.

Segundo o diretor artístico do festival, Frederic Maire, “Amos Gitaï ocupa um lugar muito especial no cinema contemporâneo. Cada um dos seus filmes nos faz confrontar a infinita complexidade do real. Gitaï é,  sobretudo, um espírito livre e democrático, para quem o cinema é, em primeiro lugar, a expressão de um olhar crítico sobre o mundo”.

Indicado quatro vezes a Palma de Ouro, e autor de mais de 40 longas-metragens, entre documentários e obras de ficção, o cineasta é conhecido no Brasil por filmes como “Kadosh” (1999), “Alila” (2003) e “Free Zone” (2005). O filme “A Retirada”, acabou de estrear na França, enquanto que sua mais recente obra “One Day, You Will Understand” (Plus tard, tu comprendras, 2008), protagonizado por Jeanne Moreau, foi apresentado no início deste ano em Berlim.

O cineasta Amos Gitaï
O cineasta Amos Gitaï


Anúncios